Potinho de Amor Cheio

Imagem: Pixabay

Minha filha mais velha tem 5 anos e antes da nossa bebê de 8 meses nascer, ela recebia toda a atenção da família e principalmente minha, pois eu sou (ou era) dessas mães que pesquisa atividades na internet segundo a idade da criança para aplicar em casa, também procuro por brincadeiras, dicas de lanchinhos e muito mais.

Acontece que tudo mudou com a chegada da pandemia da Covid-19 e o nascimento da nossa caçulinha. O tempo é outro, a rotina exigiu novos ajustes e os dias já não mais tão “controláveis” como antes.

Você já deve imaginar. Minha filha não tem mais a exclusividade de 9 meses atrás e o seu comportamento reflete essas alterações.

Eu confesso que me esforço para manter o seu potinho de amor cheio, mas nem sempre consigo. Ah, como eu me cobro por isso! E todos os dias são assim: preciso encaixar tempo de qualidade e educar-me para ser mais paciente.

Uma criança com o potinho de amor cheio é mais leve, mais feliz, mais independente e principalmente, sente-se amada! Por isso os nossos olhares precisam estar nas suas necessidades e não apenas no nosso conforto, naquilo que melhor nos convém como mães e pais para “termos sossego” para nossas necessidades.

O tempo da atenção é agora. A sementinha deve ser regada diariamente com muito amor, afeto e segurança. Somente “gastando tempo” com nossos filhos iremos conhecê-los de verdade.

Já disse uma mamãe inteligente e amorosa: “uma criança feliz é preenchida de amor e não de coisas.”

Ah, você não sabe o que é Potinho de Amor? É só clicar, aprender e praticar! Que o amor reine na sua família!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *